Matérias

Relíquia sobre rodas

Os xodós da família Fiaminghi são aquisições realmente inegociáveis

01/03/2018 Inegociáveis Carolina Padilha Alves Bruna Bueno

A paixão de Olímpio Fiaminghi pelo clássico da Ford, não é de hoje. Seu primeiro Corcel foi comprado em 1985, na cidade de Guaíba, e foi o responsável por despertar o interesse pelo modelo. Porém, tempo depois, Olímpio teve que se desfazer do mesmo, ficando com a certeza de que, um dia, ele compraria outro. Dito e feito! Dez anos depois, o comerciante adquiriu o Corcel 1976, branco, linha standard e bem limpo de detalhes.

“Eu o vi parado em uma sinaleira e me encantei, porém não fui atrás. Dias depois, encontrei-o novamente e estava com uma placa de vende-se. Não resisti e o trouxe pra casa”, relembra Olímpio.

Há vinte e três anos sendo usado pela mesma pessoa, o Corcel 76 levou a família, formada por Olímpio, sua esposa e quatro filhos, para todos os cantos, desde a escola, viagens e até mesmo para a participação de um encontro de carros antigos em São Marcos. O carro, apesar de seu tempo de uso, é muito bem conservado e possui poucas mudanças do modelo original.

Além de atividades regulares, o veículo participou de dois momentos importantes que foram eternizados nas fotos: o casamento de José, o filho mais novo, em 2012, e a comemoração de trinta anos de casados de Olímpio e Ilda em 2015.

“Alguns parentes ofereceram carros mais novos para eu e minha noiva chegarmos na festa, porém eu não aceitei. O Corcel possui muita história e era nele que eu queria tirar as fotos”, comenta José.

A experiência com o automóvel foi tão positiva, que há pouco mais de dois meses, Olímpio adquiriu seu terceiro Corcel. Agora um de 1975, vermelho, da linha luxo, vindo de Nova Prata. Inteiro original, desde o estofamento até as rodas, este é cheio de detalhes e ficou com seu antigo dono por nove anos, o qual não deixava o carro nem pegar chuva.

“Além dele já ter vindo para nós em bom estado, ainda o meu filho José tem uma estética automotiva e me ajuda a mantê-lo bonito”, revela Olímpio.

Essa adoração, que passou de pai para os filhos, garante que o investimento ficará na família por muito tempo. Com os vizinhos e amigos aconselhando que Olímpio deve comprar mais dois Corcéis, um preto e um azul, ficando de herança um para cada filho, a frota ainda pode aumentar.

“Acredito que as coisas aparecem no momento que tem que aparecer. Se outro Corcel cruzar o meu caminho, assim como aconteceu com estes, quem sabe eu compre”, finaliza Olímpio.

 

COMENTÁRIOS



Últimas

Do lixo, o sustento Especiais

Só a foto retém o tempo Empreendedorismo

Higiene e limpeza Publieditoriais

Para todos os gostos Publieditoriais

Uma caminhada de sucesso Publieditoriais



Caieruff

O conteúdo das ofertas é de responsabilidade exclusiva de seus anunciantes.