Matérias

Natal Iluminado

Neste final de ano, a C20 apresenta as comemorações de Natal mais simbólicas de nossa cidade. São pessoas incansáveis nos preparativos para essa data tão especial e aguardada por todos, trazendo alegria, esperança e encantamento.

01/12/2017 Especiais Carolina Padilha Alves Bruna Bueno

 Mostraremos a paixão pelo Natal de um casal que, há mais de trinta anos, enfeita sua casa por inteiro e abre as portas para os visitantes que desejam dividir com eles esse momento de união. Trazemos também o empenho de uma instituição que presta serviços humanitários e desenvolve um lindo trabalho para arrecadação de fundos nessa época do ano.

 

Uma decoração de encher os olhos

Alba e Nestor Rigoni são casados há quarenta e quatro anos e durante esse tempo descobriram juntos, que as comemorações de Natal poderiam ser diferentes em sua casa. Foi na década de 80, em viagens a Santa Catarina na época natalina, que a ideia de enfeitar a casa de forma exuberante surgiu. “Passei por algumas residências iluminadas e aquelas luzes todas me chamaram muita atenção. Foi então que tive vontade de fazer uma decoração parecida, que causasse nas pessoas o mesmo sentimento bom que eu sentia ao olhar para aqueles lares iluminados”, declara Nestor.

Pouco a pouco, a casa desse casal virou um verdadeiro ponto turístico de final de ano na cidade. Sempre procurando por referências, novas decorações e material de boa qualidade, Nestor dá asas a sua imaginação para inovar a cada ano. “Normalmente importo os enfeites pelo fato de serem mais baratos lá fora e eu precisar de uma grande quantidade. Faço tudo sozinho, pois gosto muito de tirar tempo para trabalhar nisso. É uma terapia para mim”, diz o engenheiro aposentado.

Com três filhos, hoje todos morando longe, Alba lembra que, quando eles eram crianças, não era tão divertido assim. “Eles sempre foram mais reservados e não gostavam da exposição da casa e de ter gente entrando e saindo o tempo todo”, recorda a mãe. Como se não bastassem os lindos enfeites por dentro e fora da residência, Nestor e Alba decidiram convidar os vizinhos, familiares e amigos, que sempre trazem consigo outras pessoas, para apreciarem a iluminação natalina. Nesta ocasião sempre acabam distribuindo doces e balas para as crianças, tudo sem custo nenhum aos visitantes. Também costumam chamar a Serenata Natalina do Lions Clube Vacaria para fazerem uma apresentação em uma das noites do mês de dezembro.

Algumas datas e horários limites são impostos para que o funcionamento ocorra corretamente. A decoração, normalmente, fica pronta nos primeiros dias de dezembro e é retirada no dia oito de janeiro. As luzes são ligadas ao entardecer de cada dia e desligadas sempre perto da meia noite. “Uma vez tivemos que deixar os enfeites até final de janeiro, pois vinham pessoas de fora para ver após o Reveillon. Como nos solicitaram previamente, não nos custou nada prolongar o prazo”, relembra Alba.

Em 2004, a CDL realizou o 2º Concurso de Vitrines e Fachadas para o Natal, onde o casal ganhou o prêmio de Melhor Fachada de Casa/Residência, o qual ainda guardam como um dos símbolos do reconhecimento de seus esforços. “Enfeitamos nosso lar para levar luz e energia para as pessoas. Quem nos visita sai daqui com o astral elevado e com o espírito natalino renovado”, comenta Alba.

Em 2017, como em todos os anos, Nestor promete uma decoração com novidades e cores bem variadas para tentar agradar a todos os gostos. Sem data para encerrar suas atividades, este casal ainda irá nos presentear por muitos anos com sua boa vontade e criatividade, deixando o Natal de Vacaria, literalmente, iluminado.

A propriedade do casal Rigoni está localizada na rua Osvaldo Aranha, 86. Bairro Santa Terezinha - Vacaria.

Voluntariado em ritmo natalino

O espírito do Natal invade a casa e os corações das pessoas, trazendo consigo a ideia de amor e preocupação com o próximo. Por isso, apresentamos o trabalho de uma organização que arrecada fundos para ajudar os mais necessitados por meio de uma linda serenata natalina

"Trabalho voluntário não é coisa de gente santa. Não é para quem quer mudar o mundo ou ser bem visto. Trabalho voluntário é para quem quer mudar a si mesmo e está disposto a aprender por meio do contato com novos mundos. É uma excelente ferramenta de empatia, onde o aprendiz ensina mais que o professor. Voluntariar é transbordar de tanto aprendizado e gratidão, é superar dores e desafios inimagináveis, porque vê na história do outro as bênçãos da própria vida. A nossa maior ligação é humana, feita de respeito e gentileza. Onde existem voluntários, existe a mistura das cores, das classes, das crenças e de passados. A curiosidade pelo outro alimenta a nossa alma sedenta por sentimentos reais! Voluntariar é doar amor para curar a dor do outro, e sem saber, descobre que esse é o remédio para curar a nossa própria. Em todos esses mundos eu encontrei um olhar de gratidão profundo, desses que desconstroem quem achávamos que éramos e faz renascer quem realmente queremos ser nesse mundo!" Ana Maria Vargas da Cunha.

O Natal liberta o sentimento de compaixão e solidariedade que mora no ser humano. É uma data onde as pessoas tendem a ajudar mais o próximo, a se preocupar com o bem estar dos demais e é quando são feitas as maiores doações de tempo e dinheiro para entidades e pessoas carentes. Porém, existem instituições que trabalham o ano todo para amparar os mais necessitados. Esse é o caso do Lions Clube Vacaria, uma organização mundial, voltada para serviços humanitários, que tem como objetivo restaurar a visão, prevenir a cegueira e cuidar da saúde oftalmológica da população de baixa renda.

 O Lions participa de vários projetos em prol da visão, faz parcerias com clínicas e médicos que possam oferecer descontos em consultas e até consultas gratuitas, recicla armações de óculos os quais são doados pela comunidade e repassados para quem precisa, realizam atividades recreativas para crianças e adultos cegos ou com perda quase total da visão, entre outros.

Como uma organização que presta trabalho voluntário não sobrevive apenas de boa vontade, algumas ações para a arrecadação de fundos são feitas durante o ano e todo o dinheiro é revertido para os atendimentos. A maior delas acontece no Natal, conhecida como a Serenata Natalina do Lions.

A serenata existe há vinte anos e acontece sempre nas duas primeiras semanas do mês de Dezembro, onde um grupo de voluntários da instituição dirige-se até as casas que solicitaram o serviço previamente, para cantar músicas natalinas aos moradores. É deslocado um carretão que leva as crianças e um ônibus para levar os adultos, todos caracterizados com roupas de Natal e acompanhados da estrela da noite: o Papai Noel. “Nessa época, costumamos fazer em torno de setenta serenatas. É pedido uma contribuição em cada lar participante e também aceitamos doações de balas, pirulitos e outros doces para distribuir para as crianças na rua. Além disso, também entregamos um mimo para os donos das casas”, explica Dionéa Nora Rodrigues, Presidente do Lions Clube Vacaria 2017/2018.

 A ideia surgiu com o intuito de lembrar que o Natal não é só presentes e festas, mas sim, o nascimento de Jesus e a renovação da esperança que Ele trouxe consigo. Por isso, os voluntários entendem que a maior recompensa são os sorrisos e abraços ganhos nas noites de serenata. “Temos muita satisfação em levar alegria para os lares por meio da música e pensar que depois disso, poderemos reverter o valor arrecadado para melhorar a qualidade de vida de muitas pessoas”, declara Dionéa.

Você também quer a serenata na sua casa neste Natal? Basta entrar em contato com o Lions Clube Vacaria pelo whatsapp (54) 54 9. 81480051 ou visitá-los em sua sede, localizada na Casa da Cidadania,  Rua General Lima, 53.

 

 

COMENTÁRIOS



Últimas

Do lixo, o sustento Especiais

Cores na arquitetura Casa20

Só a foto retém o tempo Empreendedorismo

Higiene e limpeza Publieditoriais

Para todos os gostos Publieditoriais



Caieruff

O conteúdo das ofertas é de responsabilidade exclusiva de seus anunciantes.