Matérias

Insuficiência Renal Crônica

A insuficiência renal crônica é uma enfermidade muito comum nos cães e gatos principalmente naqueles de idade avançada

01/04/2018 Artigos Juliana Campos de Barros

É muito importante conhecer os hábitos do seu pet, quantidade de comida diária, com que frequência ele costuma urinar, se ele bebe muita ou pouca água. À medida que o bichinho vai envelhecendo, os rins tendem a não trabalhar como antes. Qualquer mudança nas atividades normais do seu amigo pode significar uma doença mais grave. Esteja sempre atento e quando surgirem incertezas ou dúvidas quanto aos sintomas, o correto é entrar em contato imediatamente com o médico veterinário, para um diagnóstico mais claro e rápido.

Animais com doença renal podem mostrar uma variedade de sinais clínicos. Alguns dos sinais são inespecíficos e podem ser vistos em outras doenças. Os sinais podem incluir: aumento do consumo de água (polidipsia), volume de micção aumentada (poliúria), diminuição da quantidade de urina (oligúria), sangue na urina (hematúria), diminuição do apetite, vômitos, diarreia, fraqueza, entre outros.

Alguns cães e gatos, nas fases iniciais da insuficiência renal crônica, podem apresentar-se assintomáticos. A presença de poliúria e polidipsia compensatória estão entre as primeiras manifestações clínicas da insuficiência renal crônica em cães observadas pelo proprietário, o que ocorre com menos freqüência nos gatos devido aos hábitos livres dos felinos e da sua grande capacidade de concentração de urina, mesmo presente nos estágios finais da insuficiência renal.

O diagnóstico é feito através do exame clínico e exames laboratoriais de sangue e urina. O tratamento busca reduzir a velocidade da progressão das lesões nos rins. Um dos procedimentos mais comuns é a fluidoterapia, que é a administração de soro para combater a desidratação dos animais, além de uma dieta específica. No mercado pet existem rações balanceadas para pacientes com doenças renais.

É essencial que você leve seu animal de estimação pelo menos uma vez por ano ao veterinário para fazer exames preventivos capazes de apontar qualquer indício de doença.

Juliana Campos de Barros - Veterinária da Toca das Patas

 

COMENTÁRIOS



Últimas

Do lixo, o sustento Especiais

Higiene e limpeza Publieditoriais

Para todos os gostos Publieditoriais

Uma caminhada de sucesso Publieditoriais

Revista C20 de Julho Especiais



Caieruff

O conteúdo das ofertas é de responsabilidade exclusiva de seus anunciantes.