Matérias

Expedição: Austrália

Cangurus, praias maravilhosas e pontos turísticos de tirar o fôlego. Edervan Pommerening é um vacariano que atualmente está morando neste país cheio de atrativos

01/06/2018 Expedição Carolina Padilha Alves

A Austrália é um país que se destaca quando o assunto é turismo internacional, sofrendo influências de imigrantes e recebendo pessoas de todos os locais do planeta, possuindo um grande número de brasileiros que se mudam para lá. Um deles é o nosso conterrâneo Edervan, com vinte e seis anos, formado em Relações Internacionais, e que agora cursa Business como pós-graduação.  “Antes de vir, fiz algumas pesquisas e fiquei em dúvida entre Dinamarca e Austrália, mas acabei escolhendo o país dos cangurus por ter um clima tropical, que é o meu favorito, e por ter o segundo melhor IDH do mundo, perdendo apenas para Noruega”, explica.

Depois de mais de quatro dias de viagem e uma troca constante de fuso horário, Edervan chegou em Gold Coast, cidade litorânea que escolheu para morar, localizada na costa leste da Austrália. Mais conhecida como “paraíso dos surfistas”, o estudante destaca os pontos imperdíveis para quem visitar o local.

“É interessante conhecer Tallebudgera, o arco de Surfers Paradise, o Mount Tamborine e dar uma volta pela orla de Surfers Paradise”, comenta.

Sobre as diferenças entre a Austrália e o Brasil, Edervan destaca que, em muitos aspectos, os países são similares, como o povo caloroso, receptivo e o clima tropical. Por outro lado, quando se diz respeito a alimentação, tudo lá é no estilo fast food e não apresenta muito tempero, como estamos acostumados aqui. Mas a principal divergência entre uma nacionalidade e outra é a legislação.

“A Austrália é um país extremamente rigoroso com as suas leis. Você, por exemplo, não pode ingerir bebidas alcoólicas fora dos estabelecimentos e, caso um policial veja você jogando lixo na rua, você é multado. Se atravessar a rua fora da faixa de pedestres, você também recebe multa. Tudo aqui requer muita atenção”, revela.

Edervan ainda comenta que, para Vacaria, ele gostaria que investimentos na infraestrutura e na segurança fossem feitos, já que agora ele está tendo contato com um local onde esses dois pontos são extremamente fortes e, por esse motivo, a qualidade de vida dos australianos é muito maior.

Sem data para retorno, Edervan e seus amigos brasileiros que lá dividem apartamento, montaram uma empresa de “cleaners”, que são os responsáveis pela limpeza de casas, trabalho esse que a maioria dos estrangeiros desempenha para garantir uma renda. “Acho que todo mundo deveria se jogar nesse mundão pelo menos uma vez na vida. É uma experiência de amadurecimento que você só tem quando abre mão da sua zona de conforto pra descobrir algo novo”, finaliza.


 

COMENTÁRIOS




Caieruff

O conteúdo das ofertas é de responsabilidade exclusiva de seus anunciantes.