Matérias

Dedicação para Prosperar

No mês em que comemoramos o Natal, considerada uma das datas mais movimentadas no comércio, conversamos com uma lojista e empreendedora que tem mais de vinte e cinco anos de experiência no setor

01/12/2017 Empreendedorismo Carolina Padilha Alves

Marli Gazola veio de uma família humilde e começou sua vida profissional como comerciante em uma sala muito pequena e com estrutura precária. Quando percebeu que sua clientela estava aumentando e também faltando espaço para expor os produtos e manter um estoque, Marli decidiu se mudar para um sala maior. Porém, como a caminhada para o sucesso, por vezes, é árdua e cheia de obstáculos, houve um incêndio neste segundo local, que ficava em uma galeria da cidade.

“Quando pegou fogo, me lembro que era véspera do dia das crianças e ficamos completamente sem mercadoria. Foi, sem dúvida, o pior acontecimento desde que a loja existe”, relembra Marli.

Contudo, a empreendedora recebeu muita ajuda da comunidade e conseguiu se reerguer. “Vacaria tem esse lado bom. As pessoas se ajudam, valorizam o trabalho de quem persiste, assim como os fornecedores que entenderam a dificuldade que estávamos passando”, declara.

Hoje, a Livraria do Estudante está no seu terceiro local, onde opera há dezoito anos e conta com a colaboração de trinta e oito funcionários divididos entre o estoque, escritório, vendedores e caixas. A empresa comercializa brinquedos, material escolar, artigos para festas e agora também vende peças de vestuário. “Procuro sempre ampliar o leque de possibilidades, para que o cliente entre e compre tudo o que precisa em um só lugar. As mercadorias se complementam”, diz Marli.

A comerciante sempre preza pelo bem estar de seus funcionários e parceiros, pois acredita que ninguém alcança o topo sozinho.

“Agradeço sempre a Deus pela oportunidade de ter a minha loja e valorizo todos que trabalham comigo e me ajudam diariamente”, afirma.

Entre as diferenças no comércio, a lojista aponta a era da informação e da tecnologia como fator decisivo para o setor. “Antigamente um brinquedo que era lançado nos Estados Unidos demorava seis meses para chegar no Brasil. Hoje, lançou lá, um dia depois estamos recebendo aqui, pois as crianças têm acesso diário à internet e estão sempre ligadas nos lançamentos, solicitando-os na loja”.

Marli é visionária, está sempre se atualizando, viajando em busca de bons produtos e tenta ser o mais ágil possível para satisfazer as demandas. Mantendo uma boa rede de contatos com comerciantes, representantes e revendedores de outros estados do Brasil, ela revela o segredo de sua ascensão.

“Com o passar do tempo e com a experiência, entendi que a foco está na compra e não na venda. Se o comerciante souber comprar bem, ele vai vender bem. Além disso, a credibilidade na praça é indispensável para sobreviver ao mercado competitivo”, revela Marli.

 

COMENTÁRIOS



Últimas

Do lixo, o sustento Especiais

Só a foto retém o tempo Empreendedorismo

Higiene e limpeza Publieditoriais

Para todos os gostos Publieditoriais

Uma caminhada de sucesso Publieditoriais



Caieruff

O conteúdo das ofertas é de responsabilidade exclusiva de seus anunciantes.