Matérias

Coração da Casa

“O coração da casa!”...não é de hoje que a cozinha ganhou essa simpática e calorosa denominação e ela faz todo o sentido: a cozinha distribui e organiza funções vitais da casa, gera ocupação para os moradores, reúne e alimenta a todos e, assim como o coração, está sempre trabalhando!

01/04/2018 Casa20 Etiene Arcari Bruna Bueno

Nem mesmo o passar dos anos e a aceleração do ritmo cotidiano fez com que a cozinha perdesse sua função centralizadora, pelo contrário, hoje a cozinha transformou-se em um eixo norteador para os projetos de casas e apartamentos, e seu papel ganhou tanta importância que ela abriu paredes e rompeu fronteiras com outros espaços de convívio como a sala de estar. Hoje lê-se artigos que referem-se ao espaço como “Cozinha de Estar”, resultado da comum interação entre a cozinha e a sala como um espaço de lazer e de receber. Mais do que nunca, a cozinha está de portas abertas a todos!

Com tanta visibilidade e importância, o projeto de uma cozinha passa por uma revisão de conceitos: com a cozinha integrada ao restante da casa, é adequado pensar que sua arquitetura deve comunicar-se com os demais ambientes, criando uma relação entre a linguagem de projeto e a identidade da casa. Não podendo mais pensar na cozinha de maneira isolada, ela se apresenta cada vez mais estilizada e abrangente. A oferta de materiais, cores e acabamentos é diversa assim como os eletrodomésticos e demais utensílios têm seu design cada mais vez arrojado e atraente.

Partido Arquitetônico

O ponto de partida de um bom projeto começa pelo partido: através dele que desenvolvemos o embasamento teórico e as diretrizes relativas à forma, função e plano de necessidades e desejos do cliente.

Além de todas as considerações materiais e espaciais – que serão tratadas no item “O Projeto” – existe a alma do projeto, que abrange todo o imaginário e os sonhos dos clientes. Neste projeto foi utilizado o método Brainstorm: ("brain", que significa cérebro, intelecto e "storm", que significa tempestade) uma dinâmica que tem como principal objetivo organizar e explorar o potencial criativo do projeto junto ao cliente para então levantar parâmetros que definam conceitual e materialmente o projeto.

A Persona deste projeto é um casal jovem que está construindo seu primeiro lar. Stefânia Rissardi e Lucas Rech procuraram o escritório com ideias claras, inteligentes e funcionais em relação ao espaço, onde o desejo era adotar um estilo clean e aconchegante. A partir disso, desenvolvemos um estudo de referências onde juntos conseguimos determinar quais cores, materiais, formas e texturas estariam de acordo com os seus desejos.

O projeto

A planta deste apartamento setoriza a cozinha como eixo central e é ao redor dela que tudo acontece: a circulação principal está situada à frente, distribuindo os acesso a outros cômodos e fazendo com que todos os caminhos cheguem até a cozinha. O Hall de Entrada, a circulação e o Living formam um “L” ao redor da cozinha, fazendo com que o interior destes ambientes seja  projetado de maneira que eles se comuniquem através de sua arquitetura.

A partir deste diagnóstico, a cozinha foi projetada de maneira a abrigar diferentes texturas, cores e acabamentos para que os mesmos possam ser redistribuídos posteriormente pelos outros ambientes da casa. Já partimos da criação da paleta de cores e materiais com o granito preto que já existia no acabamento da churrasqueira. Já contando com este material, o casal optou pelos tradicionais neutros para os móveis planejados junto da atemporal madeira até chegar aos contemporâneos vidro reflexivo e eletrodomésticos com acabamento em inox. A combinação foi tão assertiva que hoje, projetando o living e o hall, combinar cores já era missão cumprida!

Desafio do Projeto

Cores e materiais definidos, partimos para a leitura da geometria do ambiente em função distribuição espacial dos móveis e funções. Seguindo do Hall de entrada em direção ao Living, encontramos uma descontinuidade da linha que segue da parede lateral (cozinha) até a churrasqueira totalizando 45 cm de diferença em relação ao ponto que formaria o volume total da cozinha como um quadrado: apresentou-se o Desafio de Projeto!

Frase de bom uso na Arquitetura: “Se você não pode vencer o inimigo, alie-se a ele!” Quando encontramos um aparente problema para o projeto que não pode ser removido, precisamos lidar com ele da melhor maneira possível. Esta diferença de dimensão trouxe consigo uma alternativa para aliar a cozinha ao living: ganhou-se 45cm como espaço para a bancada com acabamento amadeirado, que estendeu-se ao lado da churrasqueira ampliando assim o espaço da cozinha. Na linha limite da bancada foi criada uma cristaleira com o mesmo vidro refletivo utilizado nos armários aéreos, que junto de uma adega refrigerada formaram um espaço para alojar bebidas e cristais. O desafio de projeto ampliou a área da cozinha sem interferir na circulação principal e tornou-se a resposta que harmonizou a conexão entre ambientes!

Responsável Técnico:  Arq. Etiene do Amaral Arcari

Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina

Contato: (54) 98171 1391

 

COMENTÁRIOS



Últimas

Do lixo, o sustento Especiais

Só a foto retém o tempo Empreendedorismo

Higiene e limpeza Publieditoriais

Para todos os gostos Publieditoriais

Uma caminhada de sucesso Publieditoriais



Caieruff

O conteúdo das ofertas é de responsabilidade exclusiva de seus anunciantes.