Matérias

Mais humana do que exata

Diferente do pensamento comum, a arquitetura volta-se muito mais
ao ser humano do que só a cálculos e medidas

11/05/2015 Artigos Carol Corso e Matheus Huff Bruna Bueno e Carol Corso

Projetar, organizar e executar. Estes verbos poderiam ser aplicados ao exercício de qualquer profissão. Entretanto, na arquitetura, eles vão além de simples ações. Um projeto arquitetônico é essencialmente voltado ao ser humano e sua relação com o ambiente. A arquiteta Amanda Ferreira Cordova, de Vacaria, conta em entrevista à C20 Imóveis os bastidores deste trabalho e como ele, de fato, acontece.

Como trabalha o arquiteto? O Arquiteto projeta, planeja, organiza e idealiza os espaços para os mais diversos usos humanos. Ele preocupa-se em criar soluções para atender às necessidades entre pessoa e ambiente com qualidade e praticidade. Por isto, esta profissão está habilitada a elaborar projetos arquitetônicos envolvendo arquitetura de interiores, paisagística; restauração e conservação do patrimônio histórico, cultural e artístico; planejamento urbano e conforto ambiental.

Qual a diferença entre as funções de arquiteto e engenheiro civil? Normalmente os arquitetos e engenheiros atuam juntos na construção civil. Neste caso o arquiteto é quem elabora o projeto arquitetônico, ou seja, realiza o planejamento da utilização do espaço, envolve-se em questões ligadas à forma e espaço, relações humanas, conforto ambiental, aliados à estética e funcionalidade. Já o engenheiro civil responsabiliza-se por soluções técnicas, como a resistência de solos, estruturas, cálculos, distribuição de cargas, dimensionamento de ferragens, entre outros. Vale salientar a importância das duas profissões trabalharem juntas. Elas se complementam e são igualmente fundamentais em uma obra.

Mais humana do que exata - Amanda Córdova

Quais são os limites entre estas duas profissões? Os limites acontecem entre projeto e execução. No caso do projeto, o arquiteto está apto a desenhar qualquer edificação, seja ela de qualquer porte e uso humano. No entanto, na parte de execução, o arquiteto é lícito a construir um prédio de até três andares. Dentro deste porte, o profissional pode executar, calcular e assinar toda a obra. Já nas construções de maior porte, o trabalho do engenheiro civil é imprescindível.

Qual são os principais problemas levados ao seu escritório? Espaços pequenos. Geralmente as pessoas esperam aprimorar estes lugares. Acaba sendo um dos principais desafios e trabalhos frequentes.

Como se elabora um ambiente? É preciso conhecer o perfil de cada pessoa e as suas preferências? O projeto inicia com uma entrevista entre cliente e arquiteto. Nela são abordadas as necessidades, os desejos e as funções que a pessoa exerce ou quer exercer em determinado ambiente. Com isto, é possível traçar um projeto personalizado, por meio de dimensões, cores, formas e volumes de acordo com o perfil, para que o morador consiga interagir com aquele ambiente da forma mais prática, fácil e confortável possível. Este trabalho vai além de criar formas bonitas e cores harmoniosas num recinto. O arquiteto organiza espaços, de modo a otimizar a vida de cada pessoa.

Reformas em imóveis agregam quais tipos de valores a um espaço? Reformas em um ambiente agregam valores tanto financeiros quanto práticos em um espaço. O profissional auxilia o cliente na utilização e distribuição dos recintos. Pensa no ambiente de forma personalizada para cada indivíduo ou família, gera conforto e melhor organização. Devido a isto, valores financeiros também são originados, aumentando o preço do imóvel em alguma venda futura.

Quais são as principais dúvidas dos clientes na hora de contratar teus serviços? Particularmente, eu trabalho bastante com arquitetura de interiores, o que reflete diretamente no gosto pessoal, íntimo das pessoas. Muitas vezes os clientes me perguntam se o estilo delas poderia ser levado em consideração. Para o Arquiteto isto é essencial. O projeto do ambiente sempre terá o foco voltado ao que a pessoa deseja. Outra questão que surge se refere ao tempo de criação do projeto. Este período varia de acordo com o tipo de serviço a ser contratado. Na elaboração de uma residência de médio porte, por exemplo, o prazo é de 30 a 40 dias para a apresentação do estudo preliminar da obra. Da mesma forma, há dúvidas em relação à remuneração, os quais também mudam. No site do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) está disponível uma tabela de cálculo de honorários dos serviços de arquitetura. Qualquer interessado pode acessar a página e simular um orçamento para uma melhor estimativa de valores a serem investidos.

COMENTÁRIOS



Últimas

Mais fortes que o câncer Especiais

Edson Benedet Publieditoriais

Talento nato Artistas

Casa Blanca Publieditoriais

Expedição: Hungria Expedição



Caieruff

O conteúdo das ofertas é de responsabilidade exclusiva de seus anunciantes.